Em todos os caminhos

Em todos os caminhosSeja qual seja a experiência, convence-te de que Deus está conosco em todos os caminhos.
Isso não significa omissão de responsabilidade ou exoneração da incumbência de que o Senhor nos revestiu. Não há consciência sem compromisso, como não existe dignidade sem lei.
O peixe mora gratuitamente na água, mas deve nadar por si mesmo. A árvore, embora não pague imposto pelo solo a que se vincula, é chamada a produzir conforme a espécie.
Ninguém recebe talentos da vida para escondê-los em poeira ou ferrugem.
Nasceste para realizar o melhor. Para isso, é possível te defrontes com embaraços naturais ao próprio burilamento, qual a criança que se esfalfa compreensivelmente nos exercícios da escola. A criança atravessa as provas do aprendizado sob a cobertura da educação que transparece do professor. Desempenhamos as nossas funções com o apoio de Deus.
Se o conhecimento exato da Onipresença Divina ainda não te acode à mente necessitada de fé, pensa no infinito das bênçãos que te envolvem, sem que despendas mínimo esforço. Não contrataste engenheiros para a garantia do Sol que te sustenta e nem assalariaste empregados para a escavação de minas de oxigênio na atmosfera, a fim de que se renove o ar que respiras.
Reflete, por um momento só, nas riquezas ilimitadas ao teu dispor nos reservatórios da natureza e compreenderás que ninguém vive só.
Confia, segue, trabalha e constrói para o bem. E guarda a certeza de que, para alcançar a felicidade, se fazes teu dever, Deus faz o resto.

EMMANUEL

Médium: Francisco Cândido Xavier

2 respostas em “Em todos os caminhos

  1. Lux Pax !

    Est passando da hora de desvincularmos a palavra deus do sentido de dar nome fora do Logus Primordial criador de todos os universos e de tudo que dentro deles existem. A fora de Lux Pax e toda sua imensido no cabe na palavra deus. Termo que foi criado pela igreja e pelo homem desta era. Tentando assim retirar os laos e encobrir a verdade sobre a criao do homo-sapiens e a interferncia gentica dos seres extra-terrenos que desceram neste planeta na antiguidade. Por desconhecimento e medo, foram denominados de deuses pelos povos antigos. Mas so na verdade os habitantes do planeta Nibiru/Marduk que o 12 planeta descrito por todos os povos antigos.

    hora de retirar a venda da mente e do corao e enxergar a verdade. Explanem-a para todos ! Tragam a luz da verdade para todos ! Os tempos dos falsos profetas e controle pelo medo, pelo castigo, pelo financeiro e pela religio, esto findando-se.

    Muita paz, Muita Luz !

    Em 29 de maro de 2013 11:21, Aprendizes do Conhecimento Divino escreveu:

    > ** > Aprendizes do Conhecimento Divino publicou: “Seja qual seja a > experincia, convence-te de que Deus est conosco em todos os caminhos. > Isso no significa omisso de responsabilidade ou exonerao da incumbncia > de que o Senhor nos revestiu. No h conscincia sem compromisso, como no > existe dignida”

    • Boa Noite Fabricio,
      Entendemos, contudo, há que se levar em consideração que o termo Nibiru é de origem Acadiana, significando cruzamento, geralmente em ralação ao que se refere a rios; também já os Babilônicos ligavam Nibiru ao solstício de verão e seu ponto de estabelecimento foi descrito na tábua V do épico Enuma Elish e associado ao “deus Marduk”,o protetor da cidade da Babilonia. Então, já existia a figura associada de um deus,isso, antes da criação da Igreja.
      Não obstante, tem razão em citar a figura dos extraterrestres, segundo Zecharia Sitchin, Nibiru é também o nome de um hipotético planeta, cujo seus habitantes teriam visitado o planeta Terra e feito contato com civilizações antigas, vale lembrar, que a terra, segundo os Sumérios, surgiu após Nibiru ser capiturado pela orbita do sol, onde teria passado próximo ao planeta Tiamat, que ao ser atingido por um dos satélites de Nibiru, partiu-se formando assim a Terra e o cinturão de asteróides, evento que teria sido conhecido como a Batalha Celeste.
      Enfim, acredito na presença extraterrestre e possíveis influências em nosso desenvolvimento, mas, ainda assim, não há como negar a presença de uma força criadora, pois, como surgiram os extraterrestres? Como surgiram as civilizações antigas que receberam a visita dos amigos do Cosmo? Há o que se pensar….. De toda forma, ficamos felizes com seu comentário e agradecemos sua participação e contamos com você para ampliarmos nossos estudos. Luz e Paz meu irmão! Adriano D’Ogum Sacerdote de Umbanda

Gostou? Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s