Arquétipos relacionados aos Orixás – Oxum

oxum

Atributos como amor-doação, caridade, misericórdia, compaixão, complacência e fertilidade acompanham os filhos banhados nessa encarnação por essa maravilhosa energia de Oxum. Os tipos psicológicos de Oxum são pessoas serenas, gentis, emotivas (choram com facilidade), e altamente intuitivas. Observadores dos sentimentos, usam-nos assim para alcançar seus objetivos.

Em geral são envolventes e amigos. Apesar dessas características de comportamento, por vezes são desconfiados, indecisos e vingativos, sendo astutos para “jogar” com o emocional das pessoas que estão a sua volta. Preocupam-se com a higiene pessoal, gostam de estar sempre perfumados e bem-vestidos. Possuem uma força de penetração na natureza humana fora do comum, são psicólogos natos. Pela alta sensibilidade e apurado sentimento de amor, são exímios na magia e excelentes médiuns e dirigentes.

A saúde dos filhos orientados por essa maravilhosa energia de Oxum, por vezes trazem consigo distúrbios ginecológicos, atingindo o útero, os ovários e as trompas. Podem vir a ter dificuldade para engravidar, mas com tratamento, a fim de normalizar ou recuperar a fertilidade, obtêm sucesso. Há também a possibilidade de depressão, desencadeada por estresse emocional.

Os filhos de Oxum carregam em si muitas vezes aspectos positivos como a graciosidade, bondade, julgamento sensato, boas maneiras, no entanto, precisam combater com grande afinco aspectos negativos como a insatisfação, articulação da vingança, pois não esquecem uma traição ou ofensa, agarrando-se às lembranças e recordações do passado, grandes desafios para aqueles que carregam em suas coroas toda a doçura das águas cristalinas de mamãe Oxum.

Florais de Bach: Honeysuckle, Crab Apple, Vervain, Holly e Olive.

Florais de Saint Germain: Madressilva, Limão, Pepo, Rosa, Embaúba e Saint Germain.

Metal: ouro.

Signo: câncer (pela regência da Lua), e touro e libra (pela regência de Vênus). A maior influência aqui é a planetária.

Planeta: Lua, no que se refere à fecundidade e à gestação; Vênus, no que se refere à beleza, à satisfação, ao gosto refinado por tudo o que é caro.

Erva: erva de Santa-Maria.

Flores: amarelas.

Chackra: frontal e cardíaco.

fonte: Umbanda Pé no Chão – Norberto Peixoto
Anúncios

Arquétipos associados aos Orixás – Iansã

Iansã

Atributos como movimento e mudança, necessidade de deslocamento, transformações materiais, avanços tecnológicos e intelectivos e luta contra as injustiças trazendo equilíbrio às ações humanas são características básicas e inerentes as pessoas que carregam à sua frente nessa encarnação toda força de Iansã.

Os tipos psicológicos das filhas de Iansã podem ser irrequietos, por terem muita rapidez de raciocínio e agilidade mental. O psiquismo de Iansã é propenso à educação, à oralidade, à orientação, não se deixando prender a tarefas rotineiras e repetitivas. Precisam colocar em prática a sua garra e impetuosidade diante do novo, como as nuvens nos céus que mudam constantemente o formato, moldando-se aos ventos.

Carregam em suas ações coragem, lealdade e franqueza, fluidez de raciocínio, o que propicia a higienização mental, mudança de pensamento (jogo de cintura), e facilidade de falar, além de talento artístico, charme e sensualidade, no entanto, tem como um dos grandes desafios em sua encarnação trabalhar para se verem livres do ciúme doentio, rancor, impulsividade (agem sem pensar), fraqueza, impaciência e culpa para assim serem livres como os ventos de Iansã.

Florais de Bach: Impatiens, Pine, Centaury, Holly e Walnut.

Florais de Saint Germain: Patiens, Grevílea, Cocos, Varus, Monterey e Embaúba.

Saúde: doenças relativas ao aparelho cardiorrespiratório, como angina, dores no peito, bronquite e asma.

Mineral: granada vermelha.

Metal: não tem, pois seu elemento é o ar. Domina os ventos, os raios e as tempestades.

Signo: gêmeos.

Planeta: Urano (regente de aquário) é o planeta que promove as mudanças rápidas e drásticas, os rompimentos, a abertura para o novo e o movimento incessante. Na astrologia, Urano é a oitava superior de Mercúrio; isso quer dizer que, em Mercúrio, lidamos com as questões do dia-a-dia (a tecnologia, as comunicações, os documentos) utilizando a inteligência de forma rápida na busca da solução das situações inesperadas; são os insights, ou seja, o lampejo, a ideia incessante buscando aquilo que ainda não foi realizado ou imaginado. É o chamado de “anarquista”, aquele que rompe com os padrões estabelecidos e traz a visão de futuro.

Erva: espada de Santa Bárbara.

Chackra: cardíaco.

fonte: Umbanda Pé no Chão – Norberto Peixoto

Arquétipos associados aos Orixás – Ogum

OGUMmege

Atributos como vontade e vitória (caminhos abertos), energia propulsora da conquista, impulsos da ação, do poder da vontade (o poder da fé). Fazem dessa energia, a força (luta) inicial para que haja a transformação, são o ponto de partida daquele que está à frente. É a vida em sua plenitude o poder do sangue que corre nas veias, a manutenção da vida.

Os tipos psicológicos dos filhos de Ogum podem ser irascíveis, excessivamente diretos em suas opiniões, francos em demasia e até impulsivos. São tenazes e agem com muita vontade e energia para alcançar os seus objetivos, e não descansam enquanto não atingem a vitória, onde muitos já teriam desistido da luta e perdido as esperanças. Por serem demasiadamente francos, às vezes são arrogantes e auto-suficientes, melindrando pessoas de estima baixa com certa facilidade. No entanto, pela franqueza e transparência de suas intenções, acabam angariando muitos amigos e admiradores, o que pode deixá-los um tanto vaidosos. Raramente são odiados.

Dentre seus aspectos positivos transmitem sinceridade e franqueza, coragem, decisão, elegância, liderança. Mas também sabem ser dóceis, amáveis e generosos, no entanto, precisam muitas vezes lidar com aspectos negativos como a vontade fraca, apatia, egoísmo, dificuldade de perdoar e também de dizer “não”. Podendo ainda ser autoritários, ciumentos, covardes e teimosos. Duras batalhas diárias forjam os filhos deste orixá, para que ao longo do seu reinado no Ori, façam-se espíritos fortes como sua espada.

Florais de Bach: Centaury, Vine, Cherry Plum, Rock Water, Impatiens e Holly.

Florais de Saint Germain: Curculigum, Cocos, Goiaba, Piper, Patiens, Leucantha.

Saúde: doenças relacionadas com o sistema nervoso (tornando sensível o aparelho digestivo) e as articulações (braços, pulsos e mãos). Pontos fracos: cabeça e estômago.

Mineral: rubi e água-marinha.

Metal: ferro.

Signo: áries.

Planeta: Marte.

Ervas: espada de Ogum.

Flor: cravo vermelho.

Chackra: solar.

fonte: Umbanda Pé no Chão – Norberto Peixoto

Arquétipos Associados aos Orixás – Xangô

xango

Atributo como sabedoria e prudência, entendimento do encadeamento de nossas ações e reações, as quais estabelecem uma relação de causa e consequência no sentido de ascensão espiritual (equilíbrio cármico) compõem os tipos psicológicos dos filhos de Xangô que podem ser voluntariosos, rígidos em suas opiniões, e, quando contrariados em seu pontos de vista, são enfáticos e até duros na defesa de suas opiniões, principalmente se estiverem com a razão. Todavia, com a maturidade, se tornam muito sábios, mansos e de grande compostura moral, como o velho pastor da montanha que tem a firmeza da rocha e a mansuetude da ovelha.

Se por um lado carregam aspectos positivos como justiça, discernimento, palavras adequadas no momento certo, equidade, nobreza de caráter, atitude digna, organização e trabalho, progresso cultural e social, altivez e inteligência. Têm habilidade na oratória e no domínio das multidões, e gostam do conforto. Os filhos de Xangô trazem muitas vezes latente em suas personalidades aspectos negativos como onipotência, rigidez de opiniões, vitimização, palavras metálicas que ferem (“só eu tenho razão”…), prolixidade, vaidade exacerbada e conservadorismo extremo.

Ponderamos que os traços psíquicos associados aos orixás não são definitivos nem se apresentam isolados um dos outros. Como todos ternos a influência do meio ambiente bio-psico-social em que vivemos, e ao mesmo tempo das energias de todos os Orixás, que estabelecem um sentido a ser seguido no caminho da ascensão espiritual a serem traçados pela pessoa que sofre diretamente a influência desse Orixá em sua coroa.

  • Florais de Bach: Vervain, Rock Water, Beech e Willow.
  • Florais de Saint Germain: Verbena, Piper, Alcachofra e Wedélia.
  • Saúde: problemas no sistema cardiovascular, podendo aparecer hérnia, hipertensão, estresse e ansiedade (impotência masculina).
  • Mineral: ametista, topázio.
  • Metal: estanho.
  • Signo: sagitário/peixes.
  • Planeta: Júpiter.
  • Ervas: guiné, pára-raios.
  • Flor: lírio branco.
  • Chackra: cardíaco.
fonte: Umbanda Pé no Chão – Norberto Peixoto

Arquétipos Associados aos Orixás – Iemanjá

603462_159037097564957_329333381_n

Atributos como amor, respeito, bom relacionamento familiar estão diretamente ligados a este Orixá. O despertar da Grande Mãe em cada um de nós, a percepção de que somos co-criadores com o Pai, gerando a vida, estimulando-nos ao amor maternal, sem apego, de forma a pensar que os filhos são “cidadãos do mundo”.

Atributo: respeito e amor; desperta a grande mãe em cada um, a percepção de que podemos gerar “vida” e de que somos co-criadores com o Pai. Estimula-nos ao amor maternal, sem apego, fazendo com que seus filhos sejam cidadãos do mundo.

Os tipos psicológicos dos filhos de Yemanjá podem ser imponentes, majestosos, dignos, calmos, sensuais e fascinantes (o canto da sereia). As filhas de Yemanjá são boas educadoras, organizadas no lar e dadas ao relacionamento social familiar; porém, tendem a ser vingativas e a ter dificuldade de perdoar as ofensas, pois geralmente são ciumentas e possessivas com as pessoas que amam.

Aspectos positivos: prosperidade e abundância em todos os sentidos; acolhimento, zelo (preocupação com o bem-estar dos que ama), sentido de união, humanitarismo, criatividade, procriação no sentido de progresso (evolução).

Aspectos negativos: avareza, rejeição, medo, apego, posse excessiva (paralisando o progresso), mesquinhez e insensibilidade.

Florais de Bach: Red Chestnut, Chicory e Mimulus.

Florais de Saint Germain: Rosa Rosa, Leucantha, Triunfo, Wedélia e Unitatum.

Saúde: podem apresentar distúrbios renais que acarretam prejuízos à pressão arterial; tendem a manifestar alergias a lugares fechados e rinite alérgica ou asma. Seus pontos fracos são as glândulas supra-renais e o aparelho reprodutor.

  • Mineral: ágata e cristais leitosos.
  • Metal: prata.
  • Signo: câncer.
  • Planeta: Lua.
  • Ervas: colônia.
  • Flor: rosas brancas.
  • Chackra: frontal.
fonte: Umbanda Pé no Chão – Norberto Peixoto

Arquétipos associados aos Orixás

São necessários anos de vivência prática num terreiro para que nos aprofundemos neste assunto. Ponderamos que os traços psíquicos associados aos orixás não são definitivos nem se apresentam isolados um dos outros. Como todos ternos a influência do meio ambiente bio-psico-social em que vivemos, e ao mesmo tempo das energias de todos os orixás, o comedimento, a observação arguta e a vivência no decorrer dos anos são os melhores parâmetros para o auto-conhecimento e aprimoramento perante a vida. Portanto, o conhecimento da psicologia dos orixás é somente um dos muitos caminhos que nos fornecem referências de comportamento na busca do aperfeiçoamento humano e da evolução espiritual.

Durante as próximas colunas sobre Umbanda todas as terças-feiras, apresentamos uma descrição resumida dos perfis psicológicos dos indivíduos, associados aos orixás correspondentes, segundo observações extraídas da obra Umbanda Pé no Chão de Ramatis, psicografada pelo médium Norberto Peixoto.

Oxalá

oxalaguerreiro

  • Atributo: fortaleza e paciência, estabelece a ligação com a espiritualidade e leva ao despertar da fé, à compreensão do “religare” com o Cristo interno.
  • Os tipos psicológicos dos filhos de Oxalá são bondosos, serenos, prestativos, pacientes e sábios. Perante certos obstáculos da vida, podem ser lentos em suas decisões, distantes e fechados, mas são persistentes e não gostam de fazer alarde. São aparentemente frágeis, um tanto delicados. Por outro lado, essa aparente fragilidade psíquica é compensada com uma enorme força moral, o que os faz fortes diante das fraquezas humanas, dos doentes e oprimidos. São de Oxalá pessoas altruístas e dedicadas a uma causa social, de ajuda aos injustiçados e aos oprimidos.
  • Aspectos positivos: devoção, fé, abstração meditativa, ligação com o espiritual, calma e serenidade “aparente”. São asseados mental e fisicamente, caseiros e amigos acima de tudo. Com eles, rege a tranqüilidade, o silêncio e a paz no ambiente.
  • Aspectos negativos: fanatismo, isolamento, desprezo pelo material, melancolia, impaciência, ira, crueldade, mania de limpeza.
  • Florais de Bach: Impatiens, Mustard, Crab Apple, Water Violet, e Vervain.
  • Florais de Saint Germain: Patiens, Embaúba, Flor Branca, Verbena, Boa Sorte, e Abundância.
  • Saúde: têm um sistema nervoso delicado; “aparentemente” inspiram tranqüilidade, mas são explosivos interiormente, necessitando de períodos de isolamento como forma de repouso. Devem cuidar da coluna vertebral (rege coração e coluna).
  • Mineral: pedras brancas, diamante e brilhante.
  • Metal: ouro.
  • Signo regente: leão.
  • Planeta: Sol.
  • Ervas: arruda, levante e guiné.
  • Flor: girassol e jasmim.
  • Chackra: coronário.
fonte: Umbanda Pé no Chão – Norberto Peixoto

Orixás e sítios energéticos

11928carnaval-de-todos-os-santos-3

Os orixás são aspectos da Divindade, altas vibrações cósmicas que se rebaixam até nós, propiciando a apresentação da vida em todo o Universo.

Cada um dos orixás tem peculiaridades e correspondências próprias na Terra: cor, som, mineral, planeta regente, elemento, signo zodiacal, essências, ervas, entre outras afinidades astro-magnéticas que fundamentam a magia na umbanda por linha vibratória.

Encontraremos nos sítios vibracionais dos orixás sempre os três reinos: animal, vegetal e mineral. Os sete sítios vibracionais principais são: mar, praia, rio, cachoeira, montanha, pedreira e mata, os quais descrevemos a seguir:

Mar: tudo no mar é movimento. Seu incessante vai e vem é a própria pulsação da vida, com sua expansão e contração, cheia e vazante, levando tudo o que é negativo, transformando-o e devolvendo convertido em positivo. Seu próprio som expressa essa possante e magnífica transformação.

Praia: tem praticamente a mesma composição do mar, sendo condensadora, plasmadora, fertilizante e propiciatória. Faz um potente equilíbrio elétrico, desimpregnando, descarregando excessos e promovendo o equilíbrio da energia interna do indivíduo.

Rio: condutor, fluente, sem ser condensador, faz as energias fluírem, e também vitaliza. É muito importante numa purificação astro-física do indivíduo e na eliminação de cargas negativas.

Cachoeira: encontramos elementos coesivos das pedras (mineral) e água potencializada na queda da cachoeira, que produzem ou conduzem várias formas de energia. Como as águas fluem num só sentido, purificam, descarregam, vitalizam, equilibram e fortalecem o indivíduo com um todo (no físico-etérico).

Pedreira: reestrutura a forma, regenera, fixa, condensa, plasma e dá resistência mental, astral e física ao indivíduo.

Mata: condensa prana (energia vital), restabelece a fisiologia orgânica, principalmente a psíquica, fortalece a aura, o campo astral, o eletromagnetismo, a saúde, o mediunismo, plasmando forças sutis.

Montanha: mesmo procedimento acima, havendo predominância dos elementos eólicos.

fonte: A Missão da Umbanda, Umbanda Pé no Chão – Ramatis